Blog da LEMA

Engenharia de Alimentos, Empreendedorismo e afins

Dia do Engenheiro de Alimentos

Hoje é o dia do ENGENHEIRO DE ALIMENTOS! Parabéns a todos os colegas de profissão! Para comemorar o dia o blog vai fazer um #EspecialEA nessa semana e todos os posts vão ter um toque comemorativo para levantar e enaltecer essa engenharia tão importante na nossa sociedade.

 

 

 

Para abrir a semana #ATalEngenhariaDeAlimentos vai abordar um pouco da história, as atuações e os principais desafios atuais da Engenharia de Alimentos (EA).

 

Como já falado aqui no blog (aqui!) a Engenharia de Alimentos começou no Brasil com a Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA) na UNICAMP em 1966. O responsável pela criação foi André Tosello, diretor na época, que percebeu o déficit de profissionais especializados na área. A FEA foi a primeira da América Latina e o principal objetivo foi promover o desenvolvimento tecnológico da área de alimentos com aplicação da ciência e engenharia de produção.

 

A UNICAMP abriu o caminho e demonstra até hoje cientificamente através de inúmeras pesquisas e tecnologicamente por profissionais formados a importância do curso. Aqui no RJ a Engenharia de Alimentos teve início na UFRRJ em 1991 e em 2004 na UFRJ devido à mobilização interna para cursos novos e experiência de atuação em biotecnologia e alimentos.

 

 

Já sabemos da história, onde atua e a importância (leia mais aqui!)... Mas você sabe quais são as atividades que o engenheiro de alimentos pode realizar? #VemComALEMA saber mais sobre as regulamentações.

 

A profissão foi regulamentada pela lei n° 5.194 de dezembro de 1966 e da Resolução 218 de 29/06/1973 do Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CONFEA) representado em âmbito regional pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA). Mas o que ela diz? Basicamente se refere as atribuições profissionais de todas as modalidades dos engenheiros e define o uso de títulos profissionais (por exemplo: engenheiro de alimentos, químico, civil e outros) e o exercício legal de cada profissão.

Pelo CONFEA as atividades do engenheiro de alimentos são:

 

 

As atividades na figura são referentes à indústria de alimentos e suas etapas como o acondicionamento, preservação, distribuição, transporte e abastecimento de produtos alimentares, assim como serviços afins.

 

A EA está regulamentada pelo CONFEA, mas por ser do campo profissional da Engenharia Química os engenheiros devem ter registro no Conselho Regional de Química(CRQ), a Resolução Normativa nº 36, de 1974 do Conselho Federal de Química (CFQ) diz que as atividades da classe são: 

 

 

 

Mas nem tudo são flores... A engenharia de alimentos ainda tem muitos desafios a serem enfrentados. Dentre os desafios atuais pode-se destacar o reaproveitamento dos resíduos, novas técnicas para evitar o desperdício de alimentos, diminuir a perda durante a cadeia produtiva, sustentabilidade ambiental e alimentos que sejam nutritivos, agradáveis sensorialmente (odor, textura, aparência e sabor), de qualidade e que promovam saúde.

 

Além disso, é preciso também esclarecer as dúvidas, derrubar mitos e divulgar a importância da Indústria de Alimentos assim como explicar etapas importantes (como a aditivação e processamento) para garantir um alimento seguro para você, consumidor! Isso é um papo para outro post! Fique ligado nessa semana super especial que a LEMA preparou para a gente aqui no blog e até o próximo post!

 

Referências bibliográficas

CONFEA. Resolução nº218, 29 de junho de 1973. Disponível em: <normativos.confea.org.br/downloads/0218-73.pdf>

CFQ. Resolução Normativa nº 36, de 1974. Disponível em: <http://www.cfq.org.br/rn/RN36.htm>

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts em destaque

A primeira impressão

1/9
Please reload

Colunas
Please reload

Posts recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga a gente!
  • Facebook Basic Square
RSS Feed
Please reload